domingo, 21 de dezembro de 2008

A caminho do Inverno

Cá está mais um Inverno. Devido à queda que dei, e a um pouco de ronha na fase final, falhei a Mendiga e também a de Samora Correia. Segundo dizem estava um frio de rachar. Mas isso já lá vai. Ficou apenas uma unha completamente negra que não sei como irá evoluir.

Entretanto já tinha retomado os treinos, um pouco mais leves e dia 7 de Dezembro já estava em condições de fazer a meia-maratona de Lisboa.

7 de Dezembro - Maratona de Lisboa (meia para mim por favor)

Ainda não foi desta que arrisquei o sofrimento de um maratona, aliás como estava planeado. A meia correu-me muito bem. Fruto do descanso prolongado em que tinha andado , consegui fazer excelentes médias, quase sempre abaixo dos 5min/km. Vejam o track e as médias.

Meia Maratona Lisboa

Correu muito bem. Cheguei ao fim sem grande sofrimento. O pior foram os km's 15 e 16 mas depois tudo passou e segui tranquilo até à meta.

Nunca tinha feito esta prova e gostei muito da organização. Parece que houve polémica com a junção das 2 provas (maratona e meia). O dia estava de chuva e só já perto da meta pude provar a ira do S. Pedro. Até soube bem.

Deve ter sido a minha melhor meia maratona se não contar com a dos palácios que tem vários Km's a descer e é uma prova muito rápida. 1h44m.

15 de Dezembro - Grande Prémio do Natal

Esta deu asneira. E sem necessidade. Então não souberam contar o número de inscrições e no unico abastecimento, aos 5Km, só houve água para menos de metade dos atletas!?!?!?!!
No final a imagem de penúria continuou com várias meninas a encher copinhos de powerade. Meios copinhos. Que sovnice. Ainda por cima as insrições não são propriamente baratas para tratarem assim os atletas. Vergonha!
.
Nesse dia o meu calendário de treino tinha uma distância maior planeada pelo que optei por fazer os 10Km sempre a puxar. Por isso fiz 45m. Não foi mau. Vejam o track e tudo o mais aqui:

Grande Premio do Natal


21 de Dezembro - Corrida dos 60 anos do Metropolitano

Depois do exemplo de como não se deve organizar uma prova de atletismo tivemos de volta a organização já standard da Xistarca. Um percurso muito semelhante ao da semana anterior. A chocar uma virose e depois uma noite mal dormida e bem regada de véspera (acho que juntei tudo o que não se deve fazer antes de uma prova) foi um bocado penoso. O tempo, 48 minutos, revela que as coisas não estavam muito boas. A proteger uma lesão já antiga nos gémeos, que de vez em quando volta para chatear, lá fiz a prova.

No melhor pano cai a nódoa e para o fim estava reservada a asneira do dia. O Metro dá sempre uns prémios bem jeitosos. Não havia necessidade era de ter uma unica camioneta carregada de prémios. Resultado, centenas, muitas centenas, de pessoas a afunilarem entre grades para receberem um chapeu de chuva e um saco. Resultado, gritaria, empurrões, mauzinho. Mas o que é que estavam á espera? Depois de correr 10Km, um gajo tem de ficar ali compactado no meio daquele pessoal todo mais de 20 minutos para receber umas tralhas? Que mau!

Sábado à noite a S. Silvestre de Lisboa com 3000 pessoas. Já chega de asneira SFF.

Ainda não tirei o track do relógio mas aqui estão os tempos. Agora para aqui estou a chocar a coisa. Sinto que não vem lá coisa boa. A ver como acordo amanha.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

18 de Novembro - Histórias de Maratonas e Lesões

Já desde a corrida da Saúde que o João me fez decidir por uma maratona. Este ano já tinha decidido que não estava pronto mas quando ele falou em Sevilha, 22 de Fevereiro, com todos os ingredientes... hummm.. isto tem pés para andar. Chegado a casa comecei a procurar planos de treino e vi um plano para fazer 4 horas que podia descarregar para o meu Garmin. 22 semanas a começar no dia a seguir. É mesmo isto!

A capacidade de descarregar os treinos das 22 semanas para o meu relógio e tê-lo sempre a controlar todos os treinos sem ter de me preocupar com nada é excelente. É um grande incentivo para treinar e ao mesmo tempo um descanso pois não é preciso preparar nada . Só ter um ideia do treino que tenho para fazer para escolher o percurso.

A coisa estava a correr bem, vou na 3ª semana, integrando as provas ao domingo com os treinos. Mas hoje uma queda vai colocar uma pausa nos meus treinos. Já cancelei a minha corrida do próximo Domingo que era a mendiga :(
A ver se no dia 1 de Dezembro já consigo ir aos 15Km de Samora Correia. Entretanto muito gelo, anti-inflamatório e uma unha e um dedo grande completamente negros!!!! HORROR!!! Felizmente não está nada partido.

Neste link podem consultar o meu calendário online que irei actualizando. Em breve mais informação sobre esta epopeia, perdão, maluquice... lol

16 de Novembro - Grande Prémio da Arrábida

Mais um fim de semana mais uma prova. Setúbal, jardim de vanicelos, 9 da matina. Brrrr. Frio de rachar. Felizmente o céu limpinho e um sol bonito aqueciam o ambiente. Menos gente que o ano passado o que não se compreende. A prova é muito fixe, a organização é q.b., o moscatel é excelente.

Este ano aquecemos sempre em alcatrão e quando fomos para a terra batida já tinham soltado as feras e o pessoal começou a abrir não se gerando a poierada do ano passado.

O resto foi rotina. O castelo de Palmela a rir-se para nós lá no alto. A cobra a moer-nos os pulmões e as pernas. Palmela por fim quase sem ninguem na rua. Triste! Descida para Setúbal. Moscatel. E depois comecei a ver ao longe o meu companheiro de tempo. Toca de dar o litro para o apanhar. Faltavam pouco mais de 2Km para a meta. Tive de dar 2 litros para o apanhar a cerca de 500 metros da meta. Estava ainda cheio de energia sinal que me poupei na subida.

Este ano não ficámos para o peixinho. Eu ainda vim a tempo de ir à praça comprar uns chocos. Tal como à um ano. Só que estes tive de os grelhar eu. Claro que o preço também é outro :)

Depois ponho o link para os tempos e o track que ainda nem vi.

9 de Novembro - Meia Maratona da Nazaré

Lá fomos à Nazaré. Estava um dia lindo. Algum frio mas um céu limpinho e sem vento. Um tempo ideal para uma meia maratona. Gostei desta prova. Orgsnização excelente. Muita gente na rua. Uma enorme participação. Depois de uma volta à cidade lá partimos em direcção a Famalicão. Sempre a subir alternando o plano com a subida ligeira lá chegámos. À vinda senti cada descida da ida (que agora era subida). A lesão do musculo da barriga da perna (que agora não se me recorda o nome) afligia-me um pouco. Por isso fui devagarinho. Mas ainda na ida percebi que não ia ser problema por isso toca de acelerar.

Este tipo de lesão sinceramente não percebo se é de reduzir o esforço, manter ou aumentar :) o que é certo é que com uma meia em cima desapareceu a dor... coisas.

No final dei-lhe com força e cheguei ao fim exausto. Nem mais um metro.

Para além dos presentes o que mais gostei foi da água fresquinha à descrição. Excelente. Devia ser um exemplo para muitas provas em que racionam a coisa. Que raio. A água não se nega a ninguém.

A hora desta prova não permite fugir dali para fora sem almoçar. Como não fizemos o trabalho de casa comemos com uma vista excelente mas com uma qualidade soferível. Até gostei da sopa de peixe e das sardinhas assadas cheias de ovas, mas era apenas banal.

Resumindo foi uma boa prova.
Depois edito e coloco o link para os tempos e o track.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

2 de Novembro - Corrida da Saúde

É incrível o que esta corrida tem crescido. O carrinho oferta arrasta muita gente, é um facto, mas ainda bem que há hipótese de o fazer. Não gosto particularmente do percurso. Para já não acho particularmente muita piada aquelas ruas e além disso só este ano já deve para aí a 3ª ou 4ª vez que as percorro este ano. Segundo a organização este ano foram mais de 5000 mil participantes. Esta imagem diz alguma coisa.


Este ano o percurso foi diferente. Não fomos ao hospital deixar o pessoal dos 6km e consequentemente andámos a dar mais umas voltinhas pela cidade. O pendão lá apareceu, para variar, raios parta o gajo. Lá tive de o vergar. Mas este ano não o quero ver outra vez pela frente.
Outra coisa engraçada e que deixou muita gente feliz no final com o fantástico tempo que tinha feito... é que os 15 Km eram de facto 14,1Km.
Lololol. Coisas do GPS. Muito antes da chegada e quando me comecei a aperceber que nos estavam a levar de volta comecei logo a perceber que iam faltar metros na coisa. Até porque fui devagarinho devido a uma lesão no músculo da perna esquerda que me anda a atazanar de novo e não ia fazer menos de 1h14m. Mas no fim fiz 1h9m lolol. Tive pena de estragar o sorriso de alguns mas factos são factos :)


A Dora lá marcou presença e 6Km já não vão começando a satisfazer a necessidade (digo eu que ela não deve ser da mesma opinião). Vamos embora mulheri! Tás no bom caminho filha.

Aqui ficam os habituais links para os resultados e o track.
O tempo tem 6 minutos a menos que o tempo do ano passado mas pelo menos 4 minutos estão explicados com os 14 Km....
Quanto ao trackm, desta vez é para o novo site da Garmin. Estão a renovar o site onde se podem publicar os tracks e embora este sofra de vários problemas de juventude, parece que vai ser o futuro. Está anunciada a migração de tudo o que está no anterior (motionbased.com) para este, em Dezembro. Mas até lá a coisa está meia coxa. Ainda por cima desde Maio que andam a anunciar a migração dos sites.

Ainda tenho de arranjar um site independente para começar a carregar as coisas querem ver...

Para a semana vou estar na meia-maratona da Nazaré. Uma estreia e a 4ª meia-maratona deste ano. Apareçam!

domingo, 26 de outubro de 2008

26 de Outubro - Grande Prémio José Araújo - aka Corrida do Aqueduto



Esta é daquelas corridas que tem tudo para ser uma fantástica prova. Esta ano atingiu os 500 participantes. Partimos das Amoreiras e depois de dar umas voltas descemos a Campolide e subimos violentamente até Monsanto. Para acabar em grande voltamos às Amoreiras passando por cima do Aqueduto. Este ano fomos bafejados com uma passagem pelo lado sul do aqueduto. Avista-se a ponte sobre o tejo, o cristo-rei, uma paisagem magnífica. As subidas são duras mas vale a pena. A organização este ano esteve totalmente à altura. Com o apoio da xistarca, com chip, tudo bem marcado, houvesse muitas destas a 15 minutos de casa. Novamente tirei alguns poucos minutos ao tempo do ano passado e nem as subidas custaram tanto. A pouco e pouco a coisa vai!


Vejam os tempos aqui.
Vejam o track aqui.

Algumas dicas sobre o que pode fazer ao consultar o track:
- o menu do lado esquerdo dá acesso a todas as opções, gráficos e dados recolhidos durante a corrida;
- no canto superior direito pode escolher a pasta Player. Aí poderá ver em tempo real num mapa do google o percurso, com todos os dados de altimetria, distância e ritmo cardíaco a acompanhar a reprodução;
- na página inicial (summary) pode exportar o track para usar noutro software, ou ver no google earth onde tem muitas mais funcionalidades de visualização disponíveis.



Com este post ficaram em dias as corridas. Para a semana estarei na corrida da saúde. Até lá!
19 de Outubro - Corrida do Tejo

A minha 2ª participação nesta fantástica prova. Muita gente, muita gente mesmo. Acho que a prova está perto dos limites. Os primeiros 2 Km's quase não se consegue correr. Mas vale a pena participar, quer pelo circuito, com uma paisagem magnífica, quer pela dedicação que a organização põe no evento. Consegui retirar quase 5 minutos ao meu tempo de 2007 o que prova que este ano estou muito melhor. Era bom que todos os anos conseguisse retirar 5 minutos :)
De resto não há muito mais a dizer. Esta é daquelas provas que serve sobretudo para trazer gente nova para a corrida. É uma excelente bandeira. Mas para os mais viciados é apenas calendário, já que tanta gente a mais também acaba por ser um pouco chato. A organização esteve muito bem como seria de esperar

Aqui fica o link para os resultados e para o track da prova.

E já agora os videozinhos da praxe. Este ano são 2 dado que a Dora está a dar os primeiros passos e também participou nesta mega prova.

video
video
12 de Outubro - Corrida do Monge

Já tinha corrido uma das provas do Troféu de Montanha Salomon, os trilhos de Monsanto, pelo que já sabia ao que ia. A prova é de facto durinha, para ser amigo, mas no fim são sempre as mais duras que sabem melhor. Portanto é a dicotomia do costume :)
Manhã a ameaçar chuva que não demoveu ninguém claro. Como podem ver pelo track da prova os primeiros 2 Km's levaram-nos quase à cota máxima.
Mas a Serra de Sintra é fantástica. A mistura de cheiros das várias espécies, o sossego e a paz que nos é transmitida faz desta prova uma experiência a repetir. Algumas descidas são muito violentas e técnicas também. Chamo a vossa atenção para perto do Km 8 um subida de 27% de inclinação. Impressionante. Nem a andar quase.
Negativo só o facto de termos ficado à espera do sorteio de alguns brindes da Soloman, mas afinal o Jaquim ou o Manel ou o raio, tinham-se esquecido de levar o material. Buuuuuhhhhh!!!

Classificação: clique aqui
Track: clique aqui
Garmin Forerunner 405
Finalmente decidi-me a comprar um companheiro de treino que regista tudo o que faço. Comprei o Garmin Forerunner 405. Para quem não faz ideia do que estou a falar basta ver estes vídeos no site da Garmin. Muito resumidamente trata-se de um relógio com GPS que registo o percurso que faço e todos os dados relativos a esse percurso, entre os quais a frequencia cardíaca. A partir de agora vou passar a publicar o link para cada corrida para que possam ver toda a informação de cada prova.
Estou 100% satisfeito com o equipamento. Cumpre totalmente o objectivo que se propõe. É uma excelente ferramenta para quem gosta de analisar os percursos que faz, os tempos e as performances, etc.


segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Nova época 2008-2009

A custo lá me arrastei para o início dos treinos. Que desgraça. Não se pode parar. Nem engordar. Bolas!
Um mês parado. É obra. Ainda hoje estou a pagar esse preço. O nike+ relembra-me que só em 24 de Agosto voltei à vida de calcar o alcatrão.


31 de Agosto - Trilhos de Monsanto


Início oficial da época. Depois de 1 mês parado e 1 semana com 3 mini-treinos para enganar o padeiro, lá foi o gordalhufo a arfar Monsanto acima. Monsanto abaixo. Monsanto acima. Abaixo. Acima. Foi também a 1ª experiência com uma prova de montanha. Deu direito a ir comprar uns ténis próprios para trekking e tudo. E foi a melhor decisão que tomei. Se não tivesse levado os ténis estava bem tramado estava...

Aqui está toda a informação sobre esta prova. Inserida no Circuito Nacional de Montanha Salomon é uma prova muito interessante. Gostei de conhecer o pulmão de Lisboa por dentro. 12Km e 1h14m de cansaço, ar puro, cheirinho a árvores. Valeu bem o esforço. O gordalhufo perdeu umas gramas...

A Dora foi à caminhada e tirando aquela subida inicial até ao espaço monsanto, o resto deve ter sido um passeio de comadres. Gostei particularmente de ver nessa subida inicial uma velhota com bem mais de 80 anos, por ali acima em passo bem alegre e com o filho atrás a tentar acalmá-la - ó mãe veja lá se não está a ir depressa demais... eu acho que o gajo é que ia à rasca lololol. A incluir no calendário sem dúvidas.


7 de Setembro - Corrida do Avante


Avante camarada avante...llolol... estão a ver a idéia. Eu como apartidário tanto faço 10 Km na corrida da festa do Avante como faria outros tantos ou mais na corrida do PSD, do PS ou mesmo do BE ou do PP. Até na dos gajos do PNR ou outro qualquer. O meu partido é correr e o resto é conversa. Esta corrida é relativamente fácil, tirando a subida inicial. O resto é a descer ou plano sempre junto ao Tejo. Estava calor a mais.

Esta prova foi um marco histórico para a Dora. 10Km! A senhora correu 10Km. Muito bem. Parabéns. Pena que os camaradas nao apliquem aqui a sua tradicional organização e não haja qualquer tipo de cronometragem. Bahhhh! Camaradas maus! Ainda bem que o nike+ regista tudo.

Fiz 48m40s a provar que o gordalhufo tinha perdido a pouca forma que tanto custou a ganhar. Gordalhufo mau!


14 de Setembro - Corrida de Queluz

Sem grande história. Cumprir calendário e ganhar ritmo. Subida do cacete que mesmo assim já foi debelada sempre a correr... se é que se pode chamar correr ao passinho final.
Mesmo sem grande história a organização é impecável. Dá gosto vir correr assim. Chegar, estacionar a 50 metros da partida, aquecer, correr, ir para casinha bem cedo e passado umas horas os resultados estão no site da xistarca.
É assim tão difícil ser prático e eficiente?
Quanto ao tempo, continua a luta para regressar à forma perdida (e à silhueta também :)


21 de Setembro - Corrida de Benavente

Aiii, aiiii!!! Que desgraça. Esta corrida à semelhança da de 9 de Dezembro de 2007 devia chamar-se corrida do leitão.
Obrigado ao Zé por nos ter recebido em mais um leitão à la foros de Salvaterra. O leitão estava melhor que o outro (o cozinheiro está a ganhar forma também) E desta vez nos intervalos dos mergulhos na piscina choveu e houve trovoada. Que delícia.

Quanto à corrida foi interessante. Bem organizado. Só faltou mesmo um "chispe" para controlar os tempos. Em corridas de 15Km's não é normal não haver chispe raios. Mas estava tudo bem marcado, os abastecimentos, o percurso. Simpático, sempre pelo campo, quase sem carros. Quando voltámos á vila foi para concluir a prova e despachar que a piscina e o leitão estavam à espera. Agora ia uma costelazinha quentinha, ó se ia.

O nike+ diz-me que fiz 1h14m24s. Correu bem. Deve ter sido do chamamento do leitão...


28 de Setembro - Meia Maratona de Portugal (aka Ponte Vasco da Gama)

Era preciso anular o leitão de modo que durante a semana ainda tive de fazer um treino de 20Km para castigar o porco.. perdão, o corpo.
Esperava-se chuva mas foi o vento que nos fustigou durante todo o tempo que secámos na ponte pelo princípio da prova. Que SECA!!!!!!! Ainda por cima devido à logistica da coisa (autocarros e o raio) tivemos de gramar mais de 1h30 de seca. Bahhh! De resto a prova correu bem até perto do Km 17 altura em que fisicamente comecei a sofrer um pouco mais. Mas lá se acabou sem mazelas de maior e um tempo que não envergonha, para 3ª meia-maratona do ano e com um verão de engorda pelo meio: 1h49m35s podia ter sido pior. Vejam aqui.

E estamos quase em dia. A Dora entretanto tem estado parada com uma lombalgia... este pessoal é assim. 2 ou 3 corridinhas e arranja logo mazelas de profissional... bolas.


O final da época de 2007-2008

Isto dos blogues é muito giro mas acaba por obrigar a uma disciplina que não se compadece com muitos atrasos. Se começamos a desleixar a coisa.... depois é como nas corridas; não é possível recuperar atrasos puufff pufff pufff!!!

Assim e de modo a evitar males piores vou fazer 2 resumos que vão pôr a casa em dia. O final da época anterior e o início da nova época.

22 Junho - Grande Prémio dos Ferroviários

Depois da marginal e ainda em ritmo elevado foi tempo de ir até ao Entroncamento. Prova com pouca gente e muito calor (humidade). Isto das corridas também tem dias e é para o lado que se acorda. Quanto a mim não gostei muito. O sofrimento foi grande (que novidade) e no fim ficou aquela sensação de não ter compensado a viagem... Não sei se volto. Não há grande incentivo para isso. A ver vamos. Não sei se há site
Foram 10Km feitos em 48min. Não encontro informação online sobre esta prova :(

28 de Junho - Peniche - Corrida das Fogueiras




Nunca tinha ido a peniche. Peniche é uma prova espectacular. A noite, as ruas do centro fechadas, o calor humano de tanta gente a ver a prova. É uma daquelas provas em que não se pode faltar. E umas sardinhas excelentes de frescas à meia-noite, depois de 15Km. Que belo repasto. De negativo apenas os andarilhos que se baldaram a fazer a sua parte do percurso e cortaram caminho. É uma atitude perfeitamente idiota. Qual é o interesse de reduzir a distância de uma prova já de se pequena? Chegar primeiro? Que estupides atroz.

Aqui a organização tem o dever de dificultar a vida aos andarilhos que querem fazer batota, não prejudicarem quem quer correr e garantir o respeito dos andarilhos que querem fazer o percurso todo e não aturar parvoíces.

É no entanto um aspecto pouco importante para quem vai fazer os 15Km e seguramente será tido em conta na próxima.

Quanto à minha marca 1h14min foi interessante. Os resultados estão aqui

6 Julho - 510 anos da Santa Casa da Misericórdia

À ultima da hora e porque a Dora queria ir, lá fomos, mesmo sem dorsal, aos restos. E afinal eu estava inscrito e a Dora conseguiu um dorsal a menos de 5 minutos para a partida. Foi óptimo para ela. Conseguiu fazer os seus primeiros 8Km's e embora o percurso fosse básico e sempre a descer, havia uma prenda final... subir dos restauradores ao Carmo e descer ao Cais do Sodré.

No final a parvoíce máxima com a entrega dos brindes a gerar a maior das confusões. Numa coisa desta dimensão os amadorismos não deviam figurar. Muito muito mal organizado. Nota negativa!

A única coisa positiva é que o bichinho começava a nascer para a Dora....

Os resultados estão aqui

Quanto à Dora na corrida chamou-se Lídia Costa. 51m. Nada mal para começar.

19 Julho - Lagoa de Santo André

O fecho da época que por sinal mais valia não ter fechado...

Foi muito fixe. Saímos cedo e passámos o dia na praia. Entre a praia e a lagoa melhor dizendo. A prova fez-se como habitualmente. 45 minutos é bom para um coxo como eu. Pena que o final do dia se tenha estragado com umas nuvens que apareceram do nada, fecharam completamente e impediram até que ficássemos para o convívio. Mais valia termos ido acampar para o parque nesse fim de semana para não termos de vir para cima a correr. Um aspecto a corrigir para o ano!

Resultados

E pronto, toca a ir de férias cheio de boas intenções quanto a correr imenso... Aii Ai, que desgraça. Ainda não encontrei a fórmula para passar o período de férias sem perder a forma. Para o ano é que é :)

terça-feira, 22 de julho de 2008

Marginal à Noite - 14 de Junho

Mais uma estreia a que tinha faltado o ano passado. Desta vez compensei levando a Dora e a Mónica. Fantástico!

A prova é muito engraçada, com uma participação popular enorme. Correr na Marginal aquela hora é fantástico. O percurso é simples com 1 ou 2 subidas mais acentuadas mas nada de especial. O espírito da coisa é muito positivo. Espero que a CMO continue a apostar nesta prova pois o atletismo precisa de eventos destes.

A Dora queixou-se da Mónica, que se queixou de má disposição. Mas acho que ganhei aqui uma nova companheira também nestas andanças. É esperar pelas próximas...

Visitem o site, vejam as fotos, participem para o ano que vem.

www.marginalanoite.com

Que hajam muitas como estas!

P.S. a próxima edição já tem data. 20 de Junho de 2009. Marquem nas vossas agendas. Não faltem. Depois agradecem-me, não se preocupem com isso.

Corrida do Oriente - 1 de Junho

Em 2007 não fui a esta já nem sei porquê. Ah! Já sei, coincidia com uma banhada chamada Corrida da Mulher, a que a mulher foi, pela 1ª e ultima vez. Fiquei portanto em casa a tomar conta da pequenita.

Este ano nem a mulher foi à banhada, nem a banhada foi no mesmo dia. Era preciso ir ao Rock in Rio, mas isso era só à tarde, portanto toca a correr.

Custou um pouco, fruto da véspera regada a Barca Velha e cachaça amarela, no moinho do Alberto (valeu!!!!) mas lá tive de destilar a véspera. O circuito felizmente tem muita sombra (obrigado arquitectos do betão, com uns prédios ainda maiores e mais uns quantos, ainda há lá tanto espaço por preencher, que desperdício). Diz quem conhece que este ano o circuito foi melhor.

Achei normal. O tempo que fiz também foi fraquinho. A prova que as corridas começam na véspera, pelo menos... Aqui estão os tempos.

Meia Maratona dos Palácios - 25 de Maio

Esquecida a vergonha da corrida do SLB lá fomos para Sintra de comboio numa manhã fresca qb, depois de deixar o carro na chegada. Uma meia maratona. Ouch!

Partida de Sintra, umas centenas de malucos, lá vão eles. 3 subidas de fazer doer o pulmão, já com o sol a sufocar a coisa. Mas o percurso até acaba por ser pouco exigente... se é que se pode dizer isso de uma meia-maratona...

Os últimos 6 Km sempre a descer com algumas descidas a massacrarem os joelhos; bom sempre é melhor que fazer o percurso inverso e ter de subir até Sintra. Bolas!

A prova que o percurso é simples e rápido surpreendeu-me à chegada. Com 1h44m não estava à espera de uma prestação a este nível.

No final fiquei bem contente com a prova. Os tempos estão aqui. Para o ano há mais.

Corrida do Benfica - 18 de Maio

Antes de começar a bater convém dizer já que (infelizmente) tenho uma costela destes tipos. É um facto que não me revejo na actual direcção do clube, nem nas suas atitudes, actuações, etc. Também é verdade que me distancio cada vez mais do mundo do futebol em geral, com as suas abjectas disparidades de broncos que ganham e esturram milhões de euros, enquanto o país real cada vez se abrasileira mais (sem desprimor para os brazucas; abrasileirar é haver apenas 2 classes: os miseráveis e os corruptos, ou, o que é quase o mesmo, os que vão fechando os olhos enquanto mamam na teta da vaquinha).

Feita esta ressalva posso abrir as hostilidades. Ah! Basta lerem a minha opinião desta corrida o ano passado para confirmarem como sou imparcial... lololol

A noite e o dia.

Este ano tudo parecia pobrezinho. A começar pelo levantamento dos dorsais, numa salinha (com uma bela vista do relvado diga-se). Claro que só nota diferença quem foi à do ano passado. Era um pavilhão inteiro! Depois para sair da salinha íamos aparecer quase por magia no restaurante... parecia uma cena surreal... mas o que é que estou aqui a fazer?

Depois havia o chip que parecia um intercomunicador dos extraterrestres. Ainda fui ao site ler um pouco sobre a tecnologia. Parecia promissor.... 100% de fiabilidade. Sim senhor.

No dia da corrida faltava imensa gente!!! Ao que parece o pessoal da velha guarda tinha ido para Vendas Novas!??! Estavam a antecipar a desgraça? Ninguém me avisou.

Mais uma vez por comparação dos anos anteriores, onde estava a TVI? E o helicópetro? E as inúmeras câmeras? Alguém estava zangado, mas eu tinha pago exactamente o mesmo (ou mais nem me lembro já). Bom toca a correr que é para isso que aqui estamos. Ao dar a volta ao estádio, os écrans apagados, não havia som, nem comentador. A miséria era real, já não era impressão só.

No final, à chegada, um relógio, onde está o tempo? Que raio? Então? Tivemos de passar por debaixo do varão do cortinado da tecnologia 100%, mas o tempo? Bom, talvez mais tarde com os tempos se soubesse.

Saí dali a sentir-me enganado. Nitidamente o clube desinvestiu totalmente na prova, entregou aquilo a uns tótós (que se calhar fizerem o melhor que podem). Senti-me o maior tótó deles todos. Tinha andado a papaguear a corrida do Benfica e afinal foi só flops! Que miséria. Sendo o meu clube (ou algo do género) a vergonha ainda é maior.

Mas a maior palhaçada de todos os tempos ainda estava para acontecer. Passados 2 ou 3 dias, não havia meio de aparecerem os tempos no site. Escrevi um mail e o meu clube nem sequer se dignou a responder. Já estava agoniado com tanta atitude de parvalhões e de repente, via secção, chega a notícia:
"devido a uma falha técnica tinham-se perdido todos os tempos"

Esta foi a maior palhaçada de 2008.

Espero sinceramente que haja sempre uma outra corrida qualquer no mesmo dia para nunca mais sentir vontade de voltar a esta vergonha. Nem uma resposta ao meu mail a pedir desculpa pelo sucedido.

Gozaram comigo pela ultima vez.

Corrida do SLB nunca mais.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Corrida de Coruche - 4 de Maio

Este ano aproveitámos para de facto comer o touro. O ano passado falhámos este passo. De modos que após os 48 minutos de uma corrida com muito calor e a dificuldade do costume devido à pouca preparação recente (lesão etc.) lá assentámos arraiais na praça de touros. A comida é boa embora os preços não sejam realistas na relação qualidade/preço/confusão.
Os jarros de imperial são deliciosos, ou então foi efeito da corrida.

Uma corrida a repetir embora para o ano dispense, pelo menos, aquele restaurante.

Os resultados estão aqui

sábado, 3 de maio de 2008

Corridas da Liberdade e do 1º de Maio (25 de Abril e 1º de Maio)

De há uns tempos para cá tenho sentido algumas dores num dos joelhos que me fizeram faltar a uma prova que estava agendada. Ainda ando a tentar perceber como me vou livrar desta dôr. Para já abrandei bastante o ritmo das corridas e estas duas foram feitas precisamente com essa condicionante. Já para a do Metro ia com algum receio.

Assim a do 25 de Abril foi uma prova feita calmamente. Sem chips o ritmo é calminho, uma espécie de treino conjunto. Nada de especial. Um dia com bastante calor para a época. Sem pressas e sem tentar estragar mais o joelho fiz 49m. O tempo parece muito bom mas é preciso não esquecermos da facilidade do percurso, Pontinha - Restauradores.

Vejam a corrida no nike+

Quanto à corrida do 1º de Maio nunca tinha participado em tal coisa. Continuação das comemorações dos trabalhadores, dos homens da luta e etc. Já começo a ficar um bocado farto da Almirante Reis, dos viadutos de Entre Campos/Av da República e até mesmo da Av. da Liberdade e afins.

Mantem-se a minha limitação com o joelho esquerdo. 1h16m tendo em conta que foi preciso subir a Almirante Reis... de novo...

Aqui fica o link para os tempos da prova.

Corrida do Metropolitano - 20 de Abril





Nunca tinha corrido à chuva. Em pouco mais de 1 ano nunca tive essa experiência. Até esta corrida. E paguei por todas.

As nuvens negras chegaram de repente e tal como nós aguardavam o tiro de partida. Paaahh!!! Uma carga de água começou. Gotas grossas e esparsas acompanharam-nos até à Praça da Figueira, sendo que no Terreiro do Paço já todos estavam ensopados.

A subida até ao Areeiro cansou-nos e secou-nos também. Mas o pior estava para vir. Falava apenas o percurso Campo Grande Rossio e ela volta em força. Na avenida da República o mar de água que caía do céu era de tal ordem que já nem sabia se havia de correr ou nadar. Inacreditável.

O único desconforto eram as barbatanas que faziam chlop chlop a cada passada.

No Rossio o sol recebeu-nos e secou-nos enquanto apreciávamos os sempre excelentes prémios que a corrida do Metro oferece. Fiz 1h13m o que tendo em conta subir a Almirante Reis, mais a carga de água, se pode considerar um bom tempo. Os resultados estão aqui.

Carlos Lopes Golden Marathon (15Km) - 12 de Abril

No dia 12 de Abril às 16h realizou-se esta prova de 15 Km com partida do Jardim Zoológico e chegada ao Pavilhão de Portugal no Parque das Nações. Foi agradável, um final de tarde ainda com algum sol, mas um percurso simples permitiu fazer um excelente tempo de 1h10m.
Há 2 coisas que não fazem sentido nesta prova:

- 1º Não haver chips. Sinceramente não percebo a casmurrice da organização. Se há chips para os da maratona porque é que os outros sáo têm direito? Ainda se podia alegar que era por uma questão de custos etc. Mas se a infra-estrutura está montada.... Porque é que uns são filhos e outros enteados?

- 2º A prova é simpática e merecia uma participação muito maior. Porque é que cada vez há menos pesssoas nesta prova se em todas as outras cada vez há mais? Talvez estas duas coisas estejam ligadas e se expliquem mutuamente.

Aqui deixo algo para a organização pensar. E não demorem muito porque senão um destes anos já nem vale a pena.
Como não há registo de tempos, não posso deixar um link para a classificação oficial. Apenas posso deixar o link para o meu site nike+ onde está registada. Consultem.



terça-feira, 15 de abril de 2008

Check this out dude!!!!

Great dance music!

Há muita coisa que se pode meter no leitor de mp3 para acompanhar uma bela sessão de corrida. Normalmente oiço podcasts de IT mas para variar nada como dance music de qualidade. Se juntarmos a dance music com treino com podcast obtem-se algo como os mp3 que podem ouvir no pequeno leitor que está no topo direito da página.

Todas as semanas um podcast novo. Um treino com séries para progredir. Já foram até aos 5Km agora estão a subir para 8Km e acho que pretendem ir até à meia maratona.

Não abusem de séries. Uma vez por semana chega. Oiçam a introdução que explica o conceito e como funciona.

Atenção as séries são treinos upa upa puxadotes. Não se metam nestas coisas sem consultarem o vosso médico e saberem que podem praticar este tipo de exercícios. Os 1ºs mp3 são para treinar 3 vezes por semana mas estejam atentos às excepções. Se estão a pensar começar a correr, a 1ª série vai pôr-vos a correr 5 Km seguidos em 9 semanas.

Subscrevam o podcast para o receberem automaticamente no vosso leitor de mp3.
Claro que tudo isto é grátis.

Nos states a net e as novas tecnologias estão a tomar conta da cena fitness também. Ele é gadgets sem fim, toda a gente quer vender treinos para tudo. Felizmente que continuar a haver pessoal que consegue fazer tudo isto grátis e com muita pinta. Vocês só têm que aproveitar.

Coool!

sábado, 12 de abril de 2008

Cuidado com os alongamentos!

Há alguma polémica relativamente aos alongamentos. Há quem defenda que se deve alongar antes, depois, nunca. Há opiniões para todos os gostos. Veja neste vídeo a prova de que alongar os músculos depois de correr pode trazer graves complicações

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Como se começa a correr?

Já há uns tempos que tinha prometido escrever algo sobre como começar a correr.

Antes demais uma ressalva. Eu só sou médico de mim próprio e mesmo assim por vezes com maus resultados. Todos os conselhos que vou dar a seguir só devem ser seguidos por sua conta e risco. Consulte o seu médico antes de iniciar qualquer actividade física. Ao proseguir na leitura deste texto assume todos os riscos que daí poderão advir e obviamente não poderá imputar qualquer culpa a mais ninguém para além de si próprio. Eu não faço idéia do seu estado físico ou capacidade de esforço portanto trate primeiro de perceber se está em condições.

1 - Esqueça o tabaco
Se já não fuma ou nunca fumou prossiga. Se ainda fuma pare de ler agora mesmo. Direccione primeiro a sua força de vontade para esse vício imundo e depois volte a este ponto. Acha que estou a ser duro e exagerado? Não acha que fumar é um vício imundo? Lá está. Pare e volte mais tarde. Além disso após 20 anos a fumar tenho autoridade moral para dizer que fumar é um vício imundo.

2 - Excesso de peso
Até pode não estar nesta categoria... embora sejam muito poucos os que não estão... Eu estou, por exemplo. Não vale a pena negar. O primeiro passo é assumir as nossas limitações. Veja aqui o seu lugar



Há umas com mais mariquices ou menos. Esta é simples e dolorosa.

O site de onde retirei esta tabela parece-me ser uma boa fonte de informação sobre o assunto portanto visite-o e aprenda algo novo sobre a obesidade hoje ainda.

3 - O calçado
Satisfeitos os 2 aspectos básicos é importante pensar no calçado. Eu ainda estou a aprender e não sou uma boa fonte mas como supostamente estou a ser lido por alguém que ainda está a começar mais, adianto já algumas dicas básicas. Use ténis específicos para correr. Não pense usar umas velharias que tenha aí por casa, tipo ténis multi-usos. Dirija-se a uma grande superfície desportiva e procure algo baratinho adequado ao seu nível de corrida. Escusa de comprar topos de gama. O mais provável é desistir da actividade passado pouco tempo. Se ao fim de um ano ainda andar nesta vida então pode começar a pensar em investir a sério em ténis. Para material baratinho e para quem está a começar não há como a Decathlon. Claro que esta é a minha opinião ainda por cima não remunerada, portanto vá onde mais gostar. Deve ser possível comprar algo que pelo menos não lhe faça mal por 10€ ou 20€. 

4 - O ritmo
Esqueça correr. Durante algum tempo correr é aquilo que vai fazer nos intervalos de andar. O importante para já é a frequencia cardíaca e a zona alvo.
Primeiro deve determinar a sua Frequencia Cardíaca Máxima (FCmax). Depende da idade e forma física entre muitos outros factores e embora haja vários processos e fórmulas mais ou menos rigorosas para a calcular, o melhor é subtrair a nossa idade de 220. Isto dá-nos uma aproximação mais que suficiente para o que pretendemos. Assim:

FCmax = 220 - idade

Se o Joaquim tiver 30 anos, a sua FCmax será 190 ppm (pulsações por minuto). Simples hein?

Depois basta olharmos para este gráfico e sabemos exactamente com que frequencia cardíaca devemos fazer o nosso treino consoante o que pretendemos.

Por exemplo, para perder peso convem treinarmos entre os 60% e os 70% da nossa frequência cardíaca máxima. Ou seja continuando com o Joaquim, que tem uns valentes kilos a mais, o ideal é ele fazer o seu treino com o coração a bater entre as 114 e as 133 pulsções por minuto.

É claro que o Joaquim, fruto da sua má condição física e do seu excesso de peso, assim que começar a correr vai quase instantâneamente sair da zona de treino. Nessa altura reduz o ritmo para passo rápido. Logo que a sua pulsação fôr inferior ao limite mínimo retoma a corrida. E assim sucessivamente durante 40 a 50 minutos.
Como é que o Joaquim sabe a pulsação? Os métodos que todos conhecemos são pouco práticos, portanto quando fôr comprar os ténis à tal superfície, compra também um relógio com medidor de frequència cardíaca. Custam por volta dos 25€ ou menos se apanhar alguma promoção. O relógio deve ter apenas uma característica obrigatória. Deve permitir estabelecer a frequência mínima e máxima pretendidas e avisá-lo apitando sempre que sair da zona que pretende.

Assim o treino será simples e confortável. Começa a correr, o relógio apita, passa a andar, o relógio apita, retoma a corrida , etc.

5 - Alongamentos

No final do exercício os seus músculos estão cheios de ácido lático acumulado durante o treino. Se pura e simplesmente acabar o exercício e se sentar a descansar o ácido em excesso fica retido e é extremamente prejudicial podendo causar caibras e lesões. Estique-se todo.

Nesta página poderá encontrar a forma correcta de o fazer: huenerberg-running
ou veja alguns vídeos sobre o assunto




6 - Comezaina

Controle-se. Lá porque faz umas corridinhas não pode dar largas à gulodice. Num instante repõe as poucas centenas de calorias que acabou de queimar. E só há perca de peso se o que come fôr inferior ao que gasta.

Input menor que Output

Portanto tem de lutar também contra o aumento de apetite provocado pelo exercício. Escolha alimentos baixos em calorias, ricos em fibra e fruta. Reduza também a quantidade de alimentos às refeições. Deixe espaço para ficar com fome no fim da refeição.


7 - Dicas Gerais

Arranje um companheiro. Convença alguém. Assim motivam-se um ao outro. Quando um não quiser ir há fortes hipóteses de o outro querer ir e o "obrigar" a ir. No fim vai agradecer ter ido. Senão leve musica.

Prepare-se para um bom passeio. No meu caso levo sempre podcasts que ponho em dia precisamente durante aquela hora, hora e pouco, de treino.
Não escolha caminhos com muito trânsito. De preferência vá para uma zona arborizada ou para um estádio. Pense em passeios alternativos. Se um dia não tiver feito uma boa escolha vá por outro no outro dia.

Prepare-se para conhecer em pormenor a zona onde vive e arredores. Muitas vezes saio de casa e vou decidindo por onde vou à medida que chego aos cruzamentos.
Evite sair da zona alvo que pretende. Seja disciplinado. Vai andar mais do que correr mas isso é bom. O importante é o seu coração estar a trabalhar ali naquela zona. Idealmente dedique uma hora. 3 a 4 vezes por semana.


À medida que as semanas passarem, que os meses passarem, o tempo de corrida começa a ser cada vez maior. Vai poder começar a correr apenas e depois até vai poder começar a aumentar o ritmo. Lembre-se sempre que isto não é uma dieta milagrosa e que não dá para fazer naqueles 2 meses antes de começar a praia. Quer dizer dá, mas os resultados são nulos ou escassos. Isto é você a mudar de vida. E como a expectativa de vida vai aumentando na proporção da sua dedicação à causa, prepare-se para ser mais saudável para o resto da sua vida.


8 - Outros recursos

Aqui está alguem com mais jeito para lhe explicar tudo o que precisa
http://www.copacabanarunners.net/walk.html

Have fun!

terça-feira, 8 de abril de 2008

Mafra e a Corrida dos Sinos



6 de Abril. Mais uma estreia, desta vez em Mafra. O tempo trocou-nos as voltas. No Sábado era suposto estar sol para no Domingo estar nublado e mais fresco, mas alguém se enganou e saiu ao contrário. Para além de um casamento no Sábado (felicidades aí pró Pacífico grandes desgraçados) e uma lesão num joelho que me impediu de treinar na 6ª feira, o sol ameaçava fazer estragos.

Assim fui com muito respeitinho, portei-me razoavelmente bem no casamento, tentei dormir o suficiente e fui muito devagarinho, sempre com medo que o joelho estoirasse. Ainda por cima os 15 Km ameaçavam ser mais duros no regresso...

A maquineta aguentou bem e foi uma prova calma, abaixo das minhas possibilidades mas cumpriu o objectivo. Talvez por isso no final ao contrário do pessoal, não achei a prova dura, nem muito calor e ainda deu para puxar nos ultimos Km's. Gostei de tudo. Organização muito pro. Estacionamento ao lado da meta, casas de banho, espaço para aquecer (no meio do transito mas eramos tantos que o transito mal conseguia progredir; aspecto a rever pela organização). No fim tudo suave com a saída do estádio bem organizada. Recomenda-se. Não é à toa que estes quinze Km's tiveram este ano mais de 1200 dos quase 1400 inscritos a chegar ao fim.

A organização tem um site próprio onde podem consultar toda a informação sobre esta e muitas outras edições da prova. Um exemplo. Vistem-nos!

E vivó Calhau!

12 Km de Salvaterra de Magos


No dia 30 de Março lá fomos participar em mais uma. Desta vez o destino era Salvaterra de Magos e levávamos na ideia as enguias. Nada como juntar a gastronomia com o desporto, portanto venham elas.

O que pensávamos ser um excelente dia de sol revelou-se num dia cada vez mais cinzento à medida que nos aproximávamos de Salvaterra. Momentos de temporal violento deixavam todos cabisbaixos. Que raio de dia! E nem um chapéu de chuva na mala...

Felizmente o tempo tão depressa melhorou como tinha piorado e ao chegar só já havia um céu cinzento que a pouco e pouco ia melhorando. Acabou por ser um excelente dia, cinzento e fresco, para correr. Apenas o vento prejudicou aqui e ali a progressão durante a corrida.

A corrida deixou-se fazer. O percurso é simpático embora um pouco monótono com rectas gigantescas e perder de vista. Parece que se vai sempre a descer embora as pernas achem que se vai sempre a subir. Fomos até aos confins de uma estrada municipal e depois desfizemos a ida. Estiquei um pouco a corda para fazer 57 minutos e talvez por isso ainda hoje estou a pagar a factura. Acho que não foi só a corrida. Talvez tenha aumentado o ritmo de treino em Março em demasia e esta corrida foi a gota de água.


Após a corrida e um banho reconfortante rumámos ao Zé do Moinho onde nos deliciámos com umas belas Enguias fritas.



Aqui estão os resultados.

Uma referência publicitária ao site que registou em fotografia a corrida de Salvaterra. Visitem P.P.P. Estúdio

terça-feira, 18 de março de 2008

Meia Maratona de Lisboa (Ponte sobre o Tejo)

16 de Março de 2008

Finalmente chegou a data tão aguardada. Faz agora um ano que participei pela primeira vez na mini-maratona da ponte e foi essa corrida que mudou a minha vida de sentado.

Por isso e mesmo tendo em conta alguns problemas de organização que esta corrida tem e que se resolveriam facilmente com algum bom senso, para mim terá sempre um significado especial. É pena que as pessoas que verdadeiramente gostam de correr se revejam cada vez menos nesta prova. Continuo a acreditar que seria possível, numa mesma prova, conjugar as mais diversas vontades. Deve rapidamente resolver-se o problema de garantir que as pessoas da mini não se infiltram na zona de quem vai correr a meia. Deve também garantir-se que quem vai correr a meia tem condições para fazer o seu aquecimento em condições.
Com um garrafão gigantesco é ridículo que só meia dúzia de bafejados possam aquecer em condições.
Gostaria que esta prova pudesse sempre ser acarinhada por quem faz da corrida um dos seus grandes objectivos na vida e não apenas por uns milhares de papalvos que pouco mais fazem do que caminhar por uma t-shirt e um saco cheio de porcarias.

Quanto à minha 1ª meia-maratona correu muito bem. Os pés portaram-se muito bem e isso para mim é mais de meio caminho andado.

Na partida, mesmo saindo da zona da meia-maratona, os caminhantes eram aos milhares. Aproveitei o facto de ser a minha 1ª meia, o facto de não ter conseguido aquecer e o facto de ter de ultrapassar tanta gente que nem se esforça sequer por correr 2 passos, para partir calminho. Não tinha tempos de referência pelo que decidi até meio da ponte ir num ritmo suave de aquecimento.
Na 24 de Julho a caminho da Ribeira estava muito fresco. A prova deslizava-me debaixo dos pés e a satisfação de fisicamente estar muito bem dava-me ânimo para prosseguir. Por volta do Km 10 com 55m percebi que tinha que acelerar pois corria o risco de fazer mais de 2 horas. Os meus receios iniciais não se confirmaram. Praticamente a meio da prova com todos os sistemas operacionais meti uma abaixo e comecei a recuperar terreno.
A parte mais complicada foi ao Km 13-14 com o sol a ameaçar fazer subir a temperatura para valores pouco razoáveis. As dores musculares desvaneceram-se com a chegada de nuvens e a partir do Km 17, fruto de ter feito uma prova inicialmente muito calma, foi sempre a esticar até ao fim. Energia a mais para um final, mas sendo a minha 1ª meia foi perfeitamente compreensível. 1h50m. Foi um tempo muito bom. Às tantas ainda tentei fazer menos de 1h50m mas não foi possível.

Este é o filme da minha 1ª meia-maratona. Uma vitória pessoal. Um marco na minha coxa carreira de aspirante a atleta. Venham de lá todas as outras.

Aqui ficam algumas imagens desta meia-maratona, no entanto:
- É triste que no site da rtp.pt supostamente um canal de serviço público que presta um PÉSSIMO serviço ao patrocinar o evento não tenha no seu site um único bit sobre o evento.
- É triste que ao se visitar a secção DESPORTO em rtp.pt seja sobre futebol, futebol e futebol. Depois tem mais uma ou ourta coisa sobre futebol. Triste!
- É triste que para se encontrar um videozinho online sobre a meia maratona de LISBOA, se tenha de visitar um site espanhol;

Welcome to TUGALÂNDIA. Parece brincadeira mas não. Somos mesmo assim. Tiro o chapéu à iniciativa privada de www.bultzsport.com que faz mais pela divulgação da meia-maratona do que toda a TUGALÂNDIA junta.
Vejam o vídeo aqui
Procurem também no site as centenas de fotos do evento.

No site oficial da prova também conseguiram, num esforço incrível divulgar meia dúzia de fotos do envento. Uau! Vejam aqui

As classificações estão neste link

terça-feira, 11 de março de 2008

Corrida das Lezírias

No dia 9 de Março realizou-se mais uma edição dos 15Km da Corrida das Lezírias. Foi a primeira vez que participei nesta prova. Prova simpática com um pouco de tudo: empedrado (pouco felizmente) alcatrão, terra batida, terreno com ervas, etc.

Muito vento que ora ajudava ora complicava. A prova foi feita sem objectivos de melhorar tempos. Estava com algum receio de arranjar uma lesão nova que me impedisse de ir à meia da ponte. Felizmente tudo correu bem. O menor esforço que fiz, mesmo assim garantiu-me um tempo dentro do habitual para 15 Km, cerca de 1h15. Isto significa que os treinos lá vão dando algum resultado. Aqui estão os resultados completos.

E umas fotos da prestação? Ok eu sei que vocês vibram com isto portanto vejam aqui e aqui

quinta-feira, 6 de março de 2008

500 Km no papo! Venham outros tantos

E pronto. 500 já estão. O próximo marco são os 1000 Km. Se tudo correr bem espero atingi-los no final da Pimavera.

quarta-feira, 5 de março de 2008

SPRING500 - Novo desafio no Nike+

Só um pequeno update para referir que criei um novo desafio no nikeplus.com com o sugestivo nome de SPRING500. Este desafio convida todos os que queiram tentar fazer 500Km durante a Primavera de 2008. Criei o desafio para comemorar os meus 500Km com o nikeplus (se tudo correr bem serão feitos no treino de amanhã).

Só para situar as coisas demorei 7 meses a chegar ao Km 500º (desde Setembro de 2007) e agora proponho fazer outros 500 Km em apenas 3 meses. Lírico? Um pouco. Possível? Obviamente. São "apenas" 40 Km por cada semana desta Primavera.

Aqui fica a caixinha para acompanharem o desafio e verem se me ando a baldar ou não:


A coisa começa, obviamente no dia 20 de Março, portanto ainda têm tempo de participar.
Tratem do que precisam e depois é só clicarem aqui:
Inscrição no desafio SPRING500
Bora lá?

terça-feira, 4 de março de 2008

Correr é uma SECA!!!!

Pergunte-se a 10 pessoas se gostam de correr e 11 vão responder que correr é precisamente aquilo que não gostam. "Épá eu desporto, tás a ver, até gosto, futeboladas, biclas, etc., mas correr deve ser a única coisa que não gosto e que não era capaz de fazer. É que isso cansa muito :)"

Eu próprio o referi várias vezes por isso é que o conheço muito bem. E agora que saltei para o outro lado do muro é um contínuo déjá vu quando me perguntam como perdi peso e que estou bem etc. Quando refiro a palavra mágica CORRER fico internamente a repetir cada sílaba do que vão dizer. "Épá correr.... etc. etc."

Tento explicar que também pensava assim como eles mas depois saímos de facto do sofá e vamos pondo um pé atrás do outro, um de cada vez, e quando se vai a ver já estamos agarrados. Mas claro que o Padre António Vieira tinha bem mais sucesso a pergar aos peixes. Até agora consegui trazer 0 (zero) pessoas para este desporto.

Afinal o que move os malucos das corridas?

Ao fim de quase um ano desta boa vida (por oposição à má vida) há várias coisas que me fazem correr e penso que fazem correr também uma série de outros malucos como eu.

A simplicidade - Não é preciso nada para praticar este desporto. Só força de vontade. Em qualquer local se treina. Nem é preciso levar qualquer equipamento. Claro que depois cada um põe as doses de paixão que quiser. É como o tempero da comida.

Os nossos limites - Conhecer e quebrar os nossos limites físicos é algo que se faz continuamente. Para além do cansaço, da falta de fôlego, do quase desfalecimento, das dores, dos truques que o nosso corpo usa continuamente para nos convencer a pararmos de o esticar até limites impossíveis. Há um prazer secreto em lhe mostrarmos continuamente que é possível.

A humildade - Para mim há sempre 2 provas em simultâneo quando corro. E a grande vantagem é que numa delas fico sempre em 1º lugar. É o meu própio campeonato em que só eu participo. E cada prova que termino é uma vitória. Na outra corrida não é importante a posição. Sei que com o meu perfil de "atleta" dificilmente passo do meio da tabela mais para baixo do que para cima e já fico bem feliz. E para além de todo o esforço e sofrimento, conseguirmos conviver com isso é revigorante.

Melhor relação tempo/benefício - Já todos sabemos que, excluindo algumas profissões ligadas ao sector publico, a falta de tempo é o grande cancro da nossa sociedade. Venderam-nos um futuro bonito quando éramos putos e no ano 2000 com os computadores só tinhamos de carregar num botão, mas afinal temos de carregar em muitos botões e durante muito mais tempo do que quando a nossa sociedade tinha alguns horários. Ora qual o desporto que é compatível com um tempo livre que já não existe, e que mesmo assim faz de facto alguma diferença e melhora a nossa saúde? Sem qualquer hipótese de comparação é correr. Se fôr preciso em 10 minutos estou pronto para sair de casa e fazer um treimo curto a um ritmo alucinante. 30 minutos de fartleks estoiram e esgotam completamente todas as reservas acumuladas de energia (e de stress também).

Claro que correr é incompatível com fumar, com noitadas nos copos e com excesso de peso. Para correr temos de ter a maquineta bem afinada, conhecer o nosso corpo. E é também esse o grande conforto que nos dá sermos os malucos das corridas.

Se tiverem nem que seja um único neurónio que gostava de experimentar não sufoquem o rapaz. Façam-lhe a vontade. Experimentem a liberdade que correr vos dá. Quando tiver tempo vou escrever um pouco sobre como começar, mas até lá se quiserem conselhos, incentivos, ou simplesmente fazerem-me companhia aqui para os lados do deserto (margem sul no dicionário do Mário Lino) não hesitem em contactar-me.

Fiquem bem e boas corridas!

segunda-feira, 3 de março de 2008

Montemor-o-Novo (de plano é que o Alentejo não tem nada)

Corrida de Montemor-o-Novo

Um dia primaveril foi o que nos recebeu em Montemor depois de todo o nevoeiro muito cerrado que nos acompanhou em toda a viagem. Um sol que mais tarde se viria a revelar abrasador (para esta altura do ano) acompanhou-nos durante toda a corrida.

Uma prova interessante se bem que com umas subidas muito pronunciadas que foram uma queixa constante no final. Interrogo-me se seria necessário e se não era mais simpático oferecer aos visitantes uma prova num terreno com menos declives? Enfim a organização lá sabe os objectivos que pretende atingir.

A prova correu bem mas fruto de um ritmo algo elevado e das fortes subidas cheguei ao final bastante exausto (para variar :) Claro que foi também graças a esse ritmo (e não só) que consegui fazer um tempo abaixo dos 50 minutos. Os treinos compensam. Não fossem as subidas e tinha feito algo abaixo dos 48 minutos ou menos. Bom para um coxo como eu.

Os resultados neste link.

2008 já chegou

Devido a várias razões a 1ª corrida do ano só se realizou já em 2 de Fevereiro nos Jogos das Empresas

Jogos das Empresas

Foi simpático. Uma forma calma de retomar a actividade de 2008. Uma prova de corta-mato de 5Km e uma prova de estafetas onde imperou a boa disposição e o espírito desportivo. É verdade que era mais um Jogo da CGD e da Liberty Seguros do que um Jogo das Empresas, mas como foi a 1ª edição o que desejo de facto é que para o ano possam participar muito mais empresas. O corta-mato foi numa pista simpática entre a prisão do Linhó e o Autódromo do Estoril. Quem sabe muitos não participaram com medo de que os apanhassem a jeito e os metessem lá dentro.... :)

Vejam os resultados da prova neste link

Finalmente um update!


Tanto tempo sem actualizar o blog. Baaah!!!

Bom vamos lá então a ver se isto volta a ser um blog e não um fóssil.
Ainda em 2007 decorreu uma corrida que acabou por lesionar os meus fraquinhos pés. Tratou-se da

Corrida de Samora Correia

Após umas semanas de descanso lá voltei à actividade. Desta vez com os 15 Km da Corrida de Samora Correia. Tempo instável a ameaçar chuva o que aconteceu ainda durante o aquecimento. Mas foi chuva de pouca dura. A prova em si não teve grande dificuldade. Percurso plano pelo meio da vila, com saídas aos arredores alternadas com várias passagens pela meta. A dificuldade é o costume. Treina-se a um ritmo e depois na corrida vai-se a um ritmo superior aos treinos. Coisas de amador auto-didacta. Mas mais sofrimento menos sofrimento lá se consegue fazer os 15Kms. Uuff! Uufff! Uufff!

Desta vez e para aumentar o grau de dificuldade uma zona de bolha enorme que ma anda a chatear à várias semanas atacou ao Km 5!!! Lá tive de gramar a coisa até ao fim. De qualquer maneira consegui melhorar a minha marca dos 15Km com 1h13m. Os resultados estão aqui.

Esta corrida teve a particularidade de reunir após a mesma um grupo de amigos de roda de um leitão, acabadinho de fazer. Escusado será dizer que o bicho estava fabuloso como podem observar pela foto abaixo.
Depois do sofrimento tirámos a barriga de misérias com frisantes, aletenjanos tintos, queijos da serra e encharcadas. Ahhh!!! Que desgraça.

Após a lesão o fim do ano chegou. Foi preciso dar descanso aos pézinhos durante 2 semanas os treinos reduziram e o espírito do natal instalou-se....