domingo, 24 de janeiro de 2010

Auto-retrato do escritor enquanto corredor de fundo

Este livro do Haruki Murakami, que para alguns dispensa qualquer apresentação (os outros cliquem no link e descubram. Claro que para terem informação a sério terão de mudar para a lingua inglesa) é um livro de memórias do escritor. Memórias de corridas. É que além de romancista de sucesso, o homem é um corredor de fundo.

Recomendo este livro a todos, mesmo aqueles que não têm nada a ver com a corrida ou desporto. É um livro intimista e pessoal. O autor revela parte de sua vida pessoal e sobretudo de que forma a corrida surgiu na sua vida e a influência que a mesma teve. Para os que gostam das suas obras é surpreendente perceber o dia a dia, e a forma como a corrida de fundo influencia o seu trabalho. Para os que gostam de correr é muito interessante ver a dedicação e os resultados que uma vida inteira de corrida de fundo consegue produzir.

Não há receitas, não há dicas. Pelo contrário. O Murakami é uma pessoa humilde. No entanto consegue o que muitos de nós, corredores de fundo, não conseguimos. Põr no papel as razões, os sentimentos, muito do que nós vivemoss quando corremos. Daí o interesse da obra. Por vezes parece que estamos lá com o Murakami a fazer um prova. Agora quando alguém quiser perceber melhor porque corro, o que procuro, o que atinjo, basta recomendar a leitura deste livro. É pequeno e lê-se num fim de semana ou pouco mais.


É o meu conselho. Boa leitura.

Sem comentários:

Enviar um comentário