domingo, 20 de novembro de 2011

13 de Novembro - Trilhos de Casainhos




Tal como o ano passado, este ano fomos antes aos Trilhos de Casainhos em vez da Meia da Nazaré. Gosto da prova da Meia da Nazaré mas infelizmente é longe, e já na semana anterior tinha passado o fim de semana fora. Casainhos é mais perto e a Dora também queria vir. Além disso são trilhos o que torna tudo muito mais interessante.
Juntamente com o Luis lá fomos. O dia estava daqueles em que tanto pode dar chuva como sol. Nuvens cinzentas ameaçavam borrasca com o sol a espreitar muito tímido.  De vez em quando lá vinha um aguaceiro.
A prova prometia ser divertida com as violentas chuvadas que nessa madrugada se abateram na zona da capital. Para além disso tinha sido uma semana bem molhada. O ano passado éramos talvez uns 50 na partida. Este ano a coisa esteve bem mais composta. O circuito foi diferente, ao que me disseram igual ao da 1ª edição. Gostei muito mais desta volta. Principalmente a passagem por dentro do Parque Municipal do Cabeço de Montachique. Muito mas muito bonito.
Antes disso ainda tivemos de subir ao ponto mais alto da prova a 400m. Uma bela subida brindada com uma forte carga de água. No cimo a merecida foto.



Esta subida acabou por parecer uma descida quando comparada com a subida que nos esperava depois do Parque  Municipal. Quase a escalar, com água a descer à fartura, sem vegetação para ajudar que não fossem umas ervas mal amanhadas que escondiam os cursos de água e nos torciam os pés. Foram cerca de 150m de altitude a subir num fósforo. Incha palhaço! Em 500m de subida subimos 100m de altura. Isto pelas minhas contas dá 20% de inclinação. Fixe!

Já de novo no alto foi tempo de encaixar no caminho de regresso, e relaxar e aproveitar a paisagem até à meta. 




Jà nas instalações do clube um belo duche quentinho repôs as energias e abriu o apetite para o almoço que os anfitriões preparavam com afinco. Conseguiram sentar toda a gente e serviram um almoço muito generoso onde nada faltou. 

Gosto muito desta prova. É perto, os trilhos são simpáticos q.b. nada de muito radical e uma boa introdução à modalidade. Somos bem recebidos e dá gosto ver como um clube pequeno de uma aldeia nos arredores de Lisboa consegue organizar uma prova onde nada falta, começando pela vontade de bem receber e agradar aos atletas. Voltarei. Espero que o crescimento a que esta prova inevitavelmente estará votada não acabe por ser a sua desgraça. É que estas coisas de bem receber, como todos sabemos, tem os seus limites. 

Podem ver mais fotos no site do SC Casainhos. Se quiserem ver o Trilho o percurso está aqui na barra do lado direito, como sempre.

Sem comentários:

Publicar um comentário