domingo, 11 de dezembro de 2011

18 de Novembro - Meia Maratona Nocturna Pirata de S. João das Lampas


Depois da edição diurna oficial que aqui vos dei conta a organização desta prova conseguiu já também incluir no calendário da pirataria uma versão nocturna e pirata. Nunca tinha conseguido ir, mas este ano, na 3ª edição, que quase falhava devido à data escolhida, acabei por conseguir participar pois foi marcada uma nova data. A data anterior coincidia com o Trail de Serra d'Arga pelo que seria impossível participar. Mas ainda bem que a data mudou.

À ultima da hora a Dora quis vir o que foi excelente. O dia tinha sido de fortes chuvadas e a noite embora com algumas abertas ameaçava mais algumas descargas. Em casa a olhar para as imagens de satélite antevi que por volta das 10-11 da noite íamos levar com ela. Mas já no caminho para S. João, em pleno IC19 mais valia ter levado o barco tal era a carga. Em Tercena tudo alagado com as saídas do IC19 bloqueadas e uma fila de muitos Kms. Felizmente era em sentido contrário ao nosso. 


Quando chegámos, muitos dos rookies assustaram-se com o temporal e, claro, roeram a corda. A Dora estava a ver a vida a andar para trás. Não tinha companhia. Claro que não precisava de mais companhia do que eu. Deixei os maduros acelerar a fundo e fui com ela devagarinho. Atrás de nós o carro vassoura pirata mordia-nos os calcanhares. Às tantas o Fernando vem cá atrás falar connosco e digo-lhe que não vale a pena o carro ir ali porque a Dora não vai fazer a prova toda e sem companhia se calhar nem os 13 Km da bola do 8 consegue fazer (o circuito é em 8). O Fernando sugere virarmos na próxima à direita que vamos encaixar mais à frente e fazemos cerca de 6Km. Perfeito. Seguimos enfim sós, sem ruído extra a ouvir a noite das Lampas. A temperatura está óptima e chove um ou outro pingo a espaços.
Mas para que é que eu vou na conversa deste tipo
Ó pra mim cheia de estilo

A fazer apenas 6 Km chegamos à partida primeiro que os craques que estavam a fazer 13 Km antes de ali passarem. Deixei a Dora e o casaco e toca a fazer o circuito de volta para ir ter com os 1ºs. Acabei por encontrá-los a cerca de 1Km. Deixei passar o 1º grupo que ia a voar baixinho e onde não reconheci ninguem (à noite todos os gatos....) e no 2º grupo vinha o José Sousa. Meia volta e vamos lá fazer o resto.

E lá fomos. Passámos de novo pela meta (ou quase) e seguimos na conversa. Às tantas vem uma carga de água de meter respeito. E mudámos para modo natação. Eu arrependi-me logo de ter deixado o meu casaquinho impermeável no carro. Nada a fazer. A chuva forte, grossa e gelada obriga-nos a acelerar ainda mais para aquecer. Duvidas no traçado, mesmo antes de fazermos asneira. Já íamos sei lá para onde quando outro grupo nos chama. Já tinhamos cortado caminho antes e agora íamos embora. À noite aqueles cruzamentos parecem todos iguais. 

No caminho certo foi tempo de puxar pela máquina. A chuva foi-se e o ritmo acelerou. Os ultimos Km's foram feitos a 4m/km com partes a esticar bem abaixo disso. Soube mesmo bem!!!

Nem foi preciso tomar banho porque com aquela carga de água bastou limpar e trocar de roupa. Estava bem lavadinho :)


Enquanto corremos a organização dos piratas com ajuda de quem não correu, preparou para nós um autêntico banquete de casamento. Lá ficámos à conversa e no petisco. Só sei que chegámos a casa já depois das 2 da manhã e foi uma noite muito bem passada. Nunca mais vou faltar a esta pirataria, assim o calendário o permita. 




Os meus agradecimentos ao Fernando Andrade e à Junta de Freguesia de S. João das Lampas e a todos os que trabalharam para nos oferecer este momento de saudável convívio e um excelente repasto. Inesquecível!

Podem ver mais fotos aqui e aqui

Sem comentários:

Publicar um comentário