sexta-feira, 24 de setembro de 2010

19 de Setembro - Corrida do Destak


Na 5ª feira passada baldei-me a um treino daqueles durinhos, que não apetece nada. De modo que, após o treino longo, antecipado para Sábado já por causa da Corrida do Destak, lá tive de ir pôr as contas em dia.

Não é a situação ideal, não ficar a descansar após um treino longo, mas não é possível conjugar tudo de forma harmoniosa. Por isso, embora na véspera tenha levado os ténis novos, que estão em rodagem ainda, e tenha ganho uma ou outra bolha, lá calcei os velhos e preparei-me para uma prova em ritmo moderado. Não pretendia passar dos 150 bpm.

Esta prova tem cada vez mais gente. Começa a ficar apertado. No dia a seguir vi no jornal que éramos 4000. Acho que começam a notar-se algumas dores de crescimento. Está naquela altura em que já envolve muita gente mas a infra-estrutura ainda não se adaptou. Por exemplo o 1º abastecimento… viste-lo? Era ali. L

Estava muito pouca gente no 1º abastecimento. No 2º a coisa estava mais composta.

De resto não há muito a dizer. Fui só para desentorpecer as pernas dos 28Km da véspera. Ainda por cima a Dora está a meio gás, de modo que não veio a esta. Pelo segundo dia seguido lá me levantei bem cedo, fui deixar o carro em Cascais e apanhei o comboio para a partida. Parti cá bem de trás e vi um tapete de activação na partida. Boa ideia. Com tanta gente e com o tempo que se demora a chegar à dita, sempre se fica com um tempo real, para comprovar que o nosso cronómetro está certo.

O cansaço instalou-se cedo e embora fosse na retranca, como parti muito de trás, ia com um ritmo acima daquela gente. Começa-se a ultrapassar malta e depois embalamos e ás tantas já é difícil parar de ultrapassar. Levei a cinta cardio propositadamente para ir dando um olho na bomba e refrear o ritmo. Claro que só foi possível até certo ponto. Às tantas aparece o Joaquim e lá fomos a falar, não me apetecia ficar sozinho e lá fomos andando. Quando já estava a exceder em demasia o ritmo planeado deixei-me ficar para trás.

O percurso tem 1 ou 2 subidas mais puxadas de resto é bem plano. Não consigo decidir se é melhor ou pior que o da Corrida do Tejo. A chegada é sem duvida melhor. A descer entramos Cascais adentro e tirando o empedrado, a zona da meta é muito simpática. 

Bom mas lá fui sozinho até à entrada em Cascais, Km 9, picou-me a mosca e saiu uma série, sempre a acelerar, ainda tive tempo de passar pelo Joaquim tipo foguete, e meter-me com ele. Acabei abaixo dos 3' 50"/Km com a FC nos 183, embora pela fórmula de cálculo a minha FCmax deveria ser 176. Ah valente!
Depois estive 5 minutos a recuperar mas isso agora não interessa nada. 48m30s quando o ano passado fiz 45m36s mostram bem que este ano fui "devagarinho".

Próxima paragem Meia de Portugal (aka Ponte Vasco da Gama) este ano com um percurso ainda mais aborrecido. Boa sorte a todos e bons treinos.

Sem comentários:

Publicar um comentário