quarta-feira, 24 de março de 2010

21 de Março - Meia Maratona de Lisboa



Mais um aniversário. Fez hoje 3 anos estava neste local pronto para fazer a mini maratona. Foi o clique. No ano seguinte foi a meia maratona e o ano passado faltei (como muita pena) mas estava fora do país. Como imaginam esta prova tem um significado especial. Portanto este ano era impossível faltar.
Desta vez optámos por aligeirar a logística levando o carro para a chegada e usando a Carris e a Fertagus para voltarmos para a partida. A ideia era evitarmos passar no barco para a Trafaria onde previamente tínhamos de deixar um carro ou apanhar mais 2 autocarros, num Domingo, nem às 3 estávamos em casa.

Nunca tínhamos usado este método. Correu bem, tirando o tempo adicional que demoraram a abrir a ponte no regresso, ainda estivamos 20 minutos à espera que finalmente abrissem o sentido norte-sul. O outro sentido abriu mesmo antes das 13h.

O dia estava nublado na margem sul e solarengo em Belém. Tememos o pior dado o calor que já sentíamos ali na zona da chegada. Ao regressarmos à ponte o nevoeiro estava a dissipar-se rapidamente, o que não era lá muito bom..  Mas acabou por ser uma prova relativamente fresca pois só depois de Alcântara é que o sol começou a fazer-se sentir com mais força.

Não sei como foi o ano passado mas este ano as condições para quem fez a meia maratona estavam excelentes. Sem confusão. Sem pessoal a invadir o espaço da meia maratona (embora perto da hora da partida tivessem começado a surgir tipos da mini que devem ter descoberto um buraco no sistema). Espaço para aquecimento do pessoal da meia maratona, largura da partida suficiente para não haver empurrões, etc. Creio que a utilização do espaço disponível foi bem conseguida. A partida foi bem mais rápida do que o habitual dado que toda a gente daquela zona estava ali para correr e só foi preciso algum cuidado com a entrada na ponte que afunilava inevitavelmente em relação à partida.

Este ano o circuito encurtou para o lado do Terreiro do Paço e esticou para o lado de Algés. Fui num ritmo suave. Não estava muito virado para tempos. Até porque a prova este ano com a partida mais rápida acabou por compactar mais os 5000 participantes. A somar a isso as zonas de obras no Terreiro do Paço, em que a avenida ficou demasiado estreita obrigando a reduzir a velocidade devido ao número de atletas. Também tenho treinado pouco e tenho sentido que, se por um lado sinto necessidade de descansar um pouco por ter andado a exigir bastante nos últimos tempos, por outro lado isso acaba por afectar negativamente a capacidade disponível durante as provas. Resumindo, é preciso ouvir o que o corpo nos diz e, às vezes, mas só às vezes, fazer-lhe a vontade. Portanto e dado que para a semana são os trilhos do Pastor (com mais 29Km de trilhos, serras e aventura) nada como ir no relax.
E lá ia eu descansadinho, a apreciar as bandas, a hidratar-me, aparece-me o Rui Lacerda a desencaminhar-me. Bora lá bora lá. Lá tive de desencantar umas forças extra. Afinal tinha vindo na ronha havia ali energia que estava a poupar. Por isso por volta do Km 16 passei para um ritmo de 4m30 em que me via grego para acompanhar a ligeireza do Rui. Não ia conseguir fazer 5Km naquele ritmo. Por isso os últimos Km’ foram feitos tipo série. O Rui ficava à conversa e eu abrandava um pouco, depois lá vinha ele e toca a acelerar. E lá concluí mais uma. Não vi mais o Rui porque ele vinha sem dorsal. O tempo acabou por ser dentro do meu melhor, sinal que se me tivesse aplicado mais (também nos treinos) teria sem problemas baixado do minuto 40… mas fica para a próxima. 1h41m55s é já muito bom.

Antes de sair da zona dos brindes vi o Eduardo a distribuir panfletos da meia da Areia e não perdi a oportunidade de o ficar a conhecer. Lá estivemos à conversa um pouco sobre o Sicó sobre o novo site do omundodacorrida.com. Novo site? Não se pode estar uns dias sem lá ir mudam a casa toda:)

Em resumo: tudo decorreu dentro do esperado. Uma manhã de festa. 20 anos para a prova, 3 para mim, um record do mundo batido. Excelente dia para o atletismo nacional.

Os resultados depois de algumas dificuldades técnicas com o site parecem ter estabilizado e podem ser consultados neste link
Também há videos da chegada, por isso espreitem aqui a minha chegada ao minuto 44'15'', 30 segundos depois do Sérgio. Boa Sérgio. O track já está disponível aqui no site.

Sem comentários:

Publicar um comentário