sábado, 2 de dezembro de 2017

Evolupão


Depois de algumas fornadas o processo vai apurando. A receita vai afinando e vão-se limando arestas, fazendo pequenas alterações e entre avanços e recuos o pão vai ficando cada vez melhor.
Afinadas as rotinas também não consome muito tempo esta tarefa. Atualmente o processo desenrola-se da seguinte forma:
Começo por moer e peneirar o trigo barbela. Tal como o café feito com grãos acabados de moer também o pão feito com trigo acabado de moer é logo outra loiça.

Tiro a massa mãe do frigorífico onde estava a repousar aguardando pelo seu dia e alimento-a com um pouco de farinha e água até ficar na consistência correta. Ao fim de quatro hora as leveduras estão ao rubro e posso dar início ao fabrico do pão.
A minha receita neste momento está assim:

200 gr de massa mãe
550 gr de farinha de trigo barbela
350 gr de água engarrafada  
10 gr de sal
Depois de misturar tudo e amassar, a bola fica a descansar durante 8h. Depois das leveduras terem feito o seu trabalho a massa está pronta para ser moldada e repousar um pouco mais.
8 horas depois a massa cresceu e está pronta para passar para a panela de barro. O pão coze numa panela de barro tapada durante 30 minutos para manter a humidade e ficar com uma crosta estaladiça. Depois destapa-se para finalizar a cozedura mais 15 minutos.
No final resta guardar a massa mãe que restou no frigorifico onde ficará a aguardar pela próxima visita do padeiro.

 E no fim de todo o processo somos brindados com esta maravilha da natureza. Um fantástico pão 100 natural e integral com apenas 3 ingredientes, água, farinha de trigo e um pouco de sal. Pão saudável é isto, o resto não faço ideia o que seja porque não consumo.




Sem comentários:

Publicar um comentário