domingo, 13 de dezembro de 2009

13 de Dezembro - Grande Prémio do Natal

Não tinha grandes expectativas para esta prova. Por um lado porque esta é a prova da asneira. Vejam aqui como foi em 2008.
Este ano tinha vários factores que me fizeram antever uma prova dificil. Por um lado o cansaço da Maratona de Lisboa. Embora já não tenha sinais de cansaço, isto é como o calcário: não se vê mas está lá. Depois passei a semana sem pôr o pezinho no alcatrão. Hoje não, vou amanhã, afinal hoje não dá. E foi-se a semana só no descanso. Por ultimo o dia de ontem foi passado na entronização de um amigo na Confraria Gastronómica do  Alentejo. Só vos posso dizer que depois de um dia inteiro no Convento do Espinheiro a comer e a beber tudo aquilo que um atleta não deve nem sonhar, entre torresmos e empadas, tintos e brancos da fundação Eugénio de Almeida e um magnífico serviço de 5 estrelas, a fornalha precisava mesmo de queimar o castrol acumulado.

Lá fomos, eu a Dora. Para mim o objectivo era só queimar o castrol, a Dora lá ia resignada com mais uma prova de 10K. Desta vez a partida correu bem, e o circuito era simpático. Tudo sem grande história, até que perto da meta, por fim, a tradição cumpriu-se. Fila! FILA!!!! PARA CORTA A META?!!?!? A 100 metros da meta parámos. Não dava para passar. Uma multidão enorme aglomerava-se a cerca de 100 metros da meta. E lá ficámos estupefactos. Eu parei o cronómetro e para mim a prova acabou ali. 43 minutos. Fixe. Acabámos por demorar 7 minutos a chegar à meta. Fiz assim um tempo oficial de 50 minutos. MEGA LOLOLOLLLLL. A palhaçada do ano!

O motivo era simples. O corredor para receber mais uma t-shirt cor de laranja da Sportzone começava logo a seguir à meta. Ora vá-se lá saber porquê, entregar uma t-shirt da treta e uma garrafa de água é tão dificil que fez acumular gente até à zona da meta. Depois nenhum ser inteligente da organização esteve para se maçar e orientar a inevitável fila avenida acima. Começaram.se a acumular centenas de pessoas na zona da meta e vieram estrada a abaixo criando a situação ridicula e nunca vista de não se conseguir cortar a meta.
Se fosse grátis era compreensível mas cobram dinheiro às pessoas!!! E por isso todos se deviam esforçar por prestar um serviço digno de respeito e não uma corrida que inclui uma palhaçada final.

A Dora teve a lucidez suficiente para não parar na fila e ir lá acima corta a meta fazendo assim pela primeira vez menos de 1 hora. Aguardamos pelos resultados oficiais (será que vai haver) para saber quanto tempo fez. Mas ficam desde já os meus parabens para ela. Fantástica prova. Embora tivesse atingido todos os objectivos que me propus, inclusivé uma fantástica corrida para a Dora, fica a nódoa da vergonha em mais uma corrida organizada pelos palermas do costume. Vamos ver em 2010, se a corrida resistir, qual será a palhaçada que irá fechar o ano.

O track está disponível no feed da direita.

Sem comentários:

Publicar um comentário