sexta-feira, 6 de abril de 2012

4 de Março - Corrida da Árvore



Não há assim muito a dizer sobre a Corrida da Árvore de facto. Fui a esta prova mais para a Dora poder fazer uma corrida. Acabei por me entusiasmar com o ritmo e para não perder a manhã fiz a prova num ritmo alto. Chega-se ao fim exausto mas com o sentimento de se ter feito qualquer coisa de jeito. 

A câmara continua a oferecer uns pinheiros no final e se todos fizerem com nós, são mais uns pinheiros que vão fazer crescer o pinhal tuga. Nós optamos por fazer crescer os rapazes em vasos durante uns anos e quando ameaçam começar a crescer a sério oferecemos-lhe um pinhal nas traseiras de casa cheio de irmãos como eles. 

É a melhor parte desta prova.

Aqui os atletas a cortar a meta

O que é que este gajo estava a fazer? Ok eu explico. Devido à má colocação do chip nos atacadores a 1Km da meta o chip ficou preso por um unico furo. Assim arranquei-o e levei-o na mão. Ao passar a meta quase me esquecia e tive de me baixar e passar com o dito cujo junto ao tapete de leitura. 

Na meta fiquei em amena cavaqueira com os meus colegas de equipa, numa acção de divulgação do Ultra Trail do Atlas Toubkal. 

A outra coisa boa destas provas é que é só metermo-nos no carro e 10 minutos depois estamos em casa.

Sem comentários:

Publicar um comentário