domingo, 25 de setembro de 2016

Run Castle - Uma corrida e um castelo


Não é estrada mas tem estrada, não é trail mas tem trilhos. E tem edifícios, jardins, pistas de atletismo, velhas e novas, tartin, praça de touros, fardos de palha, estradão. E subidas, boas subidas também. A única coisa que não tem é monotonia. Sejam bem vndos à Run Castle

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Crónicas da Caverna - Um atalho para impacientes


Já percebi que este tema é interessante e despoleta sempre imensas questões. O que se come, o que não se come, e isto faz bem e aquilo faz mal? 

Também sei que muitos gostam mais de começar a ler os livros pelo fim. Primeiro querem saber o que acontece à boazona: casa com o herói e abre uma retrosaria numa ilha do pacífico? muda de sexo e abraça uma vida de militância política?

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Crónicas da Caverna - Uma voltinha pelo mundo Low Carb High Fat


E vai o quê? 1 mês? 1 mês e picos desta incursão ao mundo LCHF. Se bem se lembram isto veio na sequência do meu artigo E a banha da cobra? É uma boa ou má gordura?

Um tipo tropeça nos assuntos e depois não há como experimentar e tirar conclusões. O que mudei na minha alimentação?

domingo, 4 de setembro de 2016

Haute Route - Dia 5 - St Niklaus – Zermatt via Europaweg




St. Niklaus fica no mesmo vale que Zermatt e em caso de necessidade esse seria o percurso a fazer para o último dia. Vale abaixo até Zermatt, um trilho tranquilo sempre junto ao rio e à estrada que liga as duas localidades. 20 Km de tranquilidade. Obviamente que isso não era forma aceitável de terminar esta aventura. Para o ultimo dia o cardápio só tinha um prato. Europaweg!

sábado, 20 de agosto de 2016

E a banha da cobra? É uma boa ou má gordura?


E se grande parte das nossas convicções sobre boa nutrição fosse afinal uma grande treta? E se aquilo que proclamam as autoridades de saúde fosse maioritariamente placebo? Porque somos (cada vez mais) gordos? Porque insistimos em não fazer o que nos mandam? Comemos demais? Não fazemos exercício? 

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Haute Route - Dia 4 - Gite de Moiry - St Niklaus



Acordámos com a profecia do nosso anfitrião cumprida. A França ia ser a nossa adversária na final. O raio do homem tinha razão. 

Descemos para um pequeno almoço buffet de alto nível. Tudo o que um trailer precisa para enfrentar mais um dia de 3000 m D+ em grande quantidade e de excelente qualidade. Os lacticínios eram todos oriundos da zona, produto das vaquinhas que encontrámos pelo caminho e dos fantásticos prados de altitude que embelezam as  paisagens e as fotos. Que grande pequeno almoço! 

Jà sem espaço para uma migalha que fosse metemos pernas à obra.

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Haute Route - Dia 3 - Cabane du Mont Fort - Gite de Moiry

( post anterior Haute Route - Dia 2 - Col de La Forclaz - Cabane du Mont Fort )

A cordilheira do Monte Branco vista da Cabane du Mont Fort
Para se perceber a etapa de hoje é necessário voltar ao dia anterior Esta etapa era a que desde início sempre me preocupou mais. Por tudo um pouco: a distância, o desnível positivo, o acumular do cansaço. Por mais que desenhasse não conseguia baixar dos 50 Km. É uma zona muito selvagem do percurso e sem grandes alternativas. Claro que se poderia encurtar 10 ou mais Kms mas teriam de ser feitos no dia a seguir. Não havia forma de reduzir um pouco sem comprometer os dias seguintes.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Haute Route - Dia 2 - Col de La Forclaz - Cabane du Mont Fort



Desde as 5 da manhã que, primeiro uma luz forte e depois um sol ofuscante, entrava pela janela deixando antever o dia fantástico que estava lá fora. Sabíamos que o dia mais chocho tinha sido o de ontem, pelo que dali para a frente seria sempre a melhorar, provavelmente até demais.

O pequeno almoço seria às 7h o que era demasiado tarde para nós. Nestas aventuras o ideal é levantar às 5h para às 6h estarmos no trilho, já de barriguinha cheia. Isto roubou-nos 2 preciosas horas que são sempre mais bem aproveitadas no destino a descansar do que na cama de manhã. Nada a fazer, o pequeno almoço era uma refeição essencial na nossa estratégia.

domingo, 24 de julho de 2016

Haute Route - Dia 1 - Chamonix -> Col de La Forclaz

( post anterior Haute Route - Como nasce uma aventura )

Ainda antes de vos teletransportar para a mítica Place du Triangle de l'Amitié em Chamonix, local onde se vivem fortes emoções com a partida e a chegada de tantas aventuras e onde já estive apreensivo e também feliz uma série de vezes, uma pequena nota para a mochila, fonte de todas as atenções a uma semana de partirmos. 

material na mochila
Já o ano passado tinha percebido que é possível passar 5 dias a correr com tudo o que é preciso para uma aventura destas. Quanto menos precisarem, mais leves vão e mais fácil vai ser correr. Claro que estamos nos Alpes, a subir é virtualmente impossível correr, com inclinações que podem chegar a 45%, mas a descer.... é só uma questão de hábito.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Haute Route - Como nasce uma aventura


Esta é a história da mais bela e fabulosa aventura que vivi. Ao contrário de feitos fabulosos apenas ao alcance de super heróis, esta é uma simples aventura feita por pessoas banais que têm em comum, não a vontade de se superarem e de fazerem cenas inacessíveis ao comum dos mortais, mas apenas a vontade de descobrir e conhecer melhor este gigantesco planeta que habitamos. Mesmo que isso implique não saber o que vai acontecer no dia a seguir, ou mesmo por vezes, no passo a seguir...

domingo, 29 de maio de 2016

ARCh MAX Pro Belt - O ovo de Colombo da bastonada

O cinto da Arch-max pro é daquelas ideias que nos fazem pensar “mas porque raio não me lembrei eu disto?”.

Confesso que não sou grande adepto da bastonada. Reconheço a sua utilidade, sobretudo em provas longas e com subidas gigantes e demolidoras. Mas isto é coisa rara em Portugal. Alvoco-Torre é talvez uma das subidas que merece umas belas bastonadas, No MIUT também há umas quantas destas, e mais uma ou outra coisa aqui ou ali. Mas é normal, afinal o nosso país é baixinho, não é fácil encontrar subidas exigentes e consecutivas com mais de mil metros de D+.

terça-feira, 3 de maio de 2016

2 ou 3 coisas sobre nutrição e boa literatura


Acerca do Manual de Nutrição no Desporto, lançado hoje pela Direção Geral de Saúde, e porque já começam a surgir na comunicação social os habituais resumos (de idiotas) para idiotas, vou deixar-vos 2 ou 3 ideias.

sábado, 9 de abril de 2016

A nutrição e o desporto de endurance - Final da experiência

E passou num flash. Foi em 22 de Fevereiro que me propus perder 4 Kg em 8 semanas e chegar aos 75 Kg. Lembram-se? Claro que não se lembram. Nem eu sabia já quando tinha sido. Por isso podem ver neste link como tudo começou. Foi há 4 quilos atrás...

segunda-feira, 7 de março de 2016

A nutrição e o desporto de endurance - Semana de dicas

5ª semana

23/3


3 semanas e a 1,5Kg do objectivo. Não posso dizer que a coisa esteja a correr mal. Antes pelo contrário, mais parece um relógio suíço. Começo agora a chegar a valores que não me lembro de algum dia ter visto. 5 dias de férias fora da rotina, fora do país, acabaram por não fazer muitos estragos. Um olho na força de vontade e outro no conta quilómetros, é só o que é preciso.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

A nutrição e o desporto de endurance - Uma experiência em curso

2ª semana

29/2

Proteína, Gordura e Hidratos de Carbono

A primeira semana correu bem. O descontrolo calórico de Sábado a ser bem compensado com as mais de 4000 calorias gastas no Domingo no Trail do Sicó. O resto da semana foi dentro do estipulado. A pesagem de 2ª feira foi simpática a dar 700 gr a menos. Sem duvida que ainda um pouco afetada pela prova de ontem. Há que dar alguns dias ao corpo para estabilizar e sobretudo ter um cuidado acrescido nestes próximos dias para não esbanjar o que consegui. É natural alguma recuperação de peso, sobretudo porque o que se perde mais facilmente é água. Ainda assim o registo de hoje mostra mais hidratação do que o inicial.