Momentos Épicos

A partir desta página vão poder aceder aos momentos que mais me marcaram na corrida. Aqui vão encontrar algumas das melhores provas do país, do mundo, mas também momentos de eterna amizade, Escolhi alguns dos que me deram tanto gozo a fazer como a relatar. Muitos são históricos porque relatam as primeiras edições de várias provas hoje consagradas no calendário nacional como as melhores. Foi mágico assistir ao seu nascimento e em muitos casos ao seu crescimento. Outras infelizmente só tiveram a 1ª edição. 

A escolha é fruto de várias circunstâncias. Muitas houve sobre as quais não escrevi nada, outras não escrevi o suficiente, mas têm também enorme significado. Portanto as provas que aqui refiro são um misto do melhor que fiz e do melhor que escrevi.

O blog tem muito mais provas e momentos únicos, mas creio que estes são os que mais facilmente serão reconhecidos por todos. 

Espero que se divirtam a ler. Esta é a história da minha corrida. 

Creio que tudo começou de facto com a minha 1ª Maratona em Lisboa. Foi uma porta que se abriu.

Ao mesmo tempo comecei a perceber que não era na estrada que me sentia mais feliz mas sim no meio da natureza. Vi nascer e crescer o fenómeno do Trail em Portugal. É o que dá correr-se há algum tempo. Pude participar em muitas das primeiras como o 1º Trail do Sicó, os 1º Trilhos do Almourol e noutras que sendo as segundas era como se fossem as primeiras, como o 2º Trail Terras do Grande Lago.

No entanto as maratonas estão sempre presentes. Dão para esticar as pernas e ganhar endurance. Afinal no trail também se corre e muito, por isso fui ao Porto ver como corria a minha 2ª maratona
Depois começaram a surgir eventos que juntavam pessoas para correr. Se gostávamos todos do mesmo, porque é que tínhamos de pagar para nos encontrarmos só nas provas. E assim nasceu a 1ª S. Silvestre Pirata de Monsanto.
Marcou-me de tal forma que tive de inventar uma maneira de repetir a ideia com muito mais frequência, portanto concebi o  Plano para os Treinos Lunares 

Não fui o unico que gostou da Pirata de Monsanto. Os amigos do Parque da Paz também organizaram o 1º Trail Pirata dos Amigos do Parque da Paz.

Entretanto o meu plano maquiavélico funcionou e consegui enganar cerca de 60 gajos para virem ao 1º Treino Lunar. O tempo e o futuro trataria de enganar milhares de outros tantos pois já passámos dos 100 Treinos Lunares.

Entretanto no trail a fasquia sobe, quer em dificuldade quer em beleza natural e nasce o 1º Trilho dos Abutres. Havia de voltar a Sevilha e até de ser mais feliz, mas a minha primeira Maratona de Sevilha foi especial. 
Mas o que me faz mesmo feliz são momentos como os que passámos no Trail convívio em Barrancos. Simplesmente inesquecível.

Outro momento único e inesquecível, não só pela prova mas também, foi a viagem à Maratona de Paris

Entretanto os treinos iam crescendo ao ritmo das provas e dos desafios para os quais tinha de me preparar. Era tempo de celebrar o 10º Treino Lunar com ida à Lagoa à noite. 10 edições.... pfff!

Nasce o 1º Trail de Sesimbra e vou pela primeira vez ver o que se passava no Trail Loucos da Reixida. Quando ir à Lagoa de Albufeira já não chegava tivemos de dar a volta à coisa no Treino Lunar Especial.

E neste ano como parte de um plano louco de preparação para fazer os 100 Km de Portalegre haveria de voltar a fazer a Maratona de Sevilha, mas agora num fim de semana em família, seguido da Maratona de Barcelona, também com a família, e fechar o ciclo com a Maratona de Madrid. Inesquecível triologia.

Mas não é preciso ir a Espanha fazer uma grande maratona. Basta ir até à Maratona do Porto, a maior e melhor maratona nacional. Tem é de ser feita como manda a tradição.

Pelo caminho ficou uma prova que só teve uma edição e deixou saudades, o Trail de Penafirme.

Os 100 Kms do 1º UTSM. foram um dos momentos altos do ano, para mim e para o trail em Portugal. Nasceu um dos melhores eventos de sempre. Centenas e centenas de pessoas estrearam-se aí ao longo dos anos, quebrando-se o mito de que fazer 100 Km era alguma coisa do outro mundo, para seres sobrenaturais.

Mas neste ano o supra sumo seria a viagem a Marrocos para fazer uma das melhores provas que guardo memória, o UTAT.

No norte tive o prazer de ir ao 1º Trilho do Paleozoico. Na realidade esta foi também uma fantástica viagem gastronómica.

Neste altura já eu sabia que ia fazer o UTMB por isso foi necessário desenhar treinos na Serra da Estrela. Grande post este e grande trabalho de planeamento e preparação. Os 5 na Serra da Estrela desfrutaram de um fantástico fim de semana onde se celebrou a amizade e a corrida. Grande fim de semana.
Para fechar ficam as cerejas todas. Um conjunto de provas altamente recomendadas. O UTMB o maior evento de trail do mundo, a Cavalls del Vent que agora mudou de nome e se chama Ultra Pirinéu, a Trans Gran Canaria  que foi também uma fantástica viagem de férias com amigos e família

Não podia ficar de fora o melhor Ultra Trail de Portugal que curiosamente é na Madeira. A caminho de se tornar uma das provas do World Tour, aqui fica o registo do MIUT

E para finalizar a mais divertida e dura aventura de 2014. Convencer, planear e levar até ao UTAT um grupo de amigos. Mais uma dose de momentos que ficam para sempre guardados na nossa memória. O artigo que serve para todos poderem ir sem receios fazer a prova em Get ready for UTAT e aqui o relato da aventura que foi fazer o UTAT.

Mas a vida não pára e as corridas também não. E 2015 foi um ano fértil em mais momentos épicos que merecem estar nesta lista. Já há trails em todo o lado e debaixo de cada pedra. Por isso fiquei feliz de ver nascer um trail na minha terra natal. Quem diria que com 49 anos andava a correr nas ruas da minha cidade no 1º Trail Cidade de Estremoz? Fiquei tão contente que fiz um filme da prova e no final subi ao pódio. Um dia em cheio.

Em Junho foi altura da maior aventura do ano, quiçá de sempre. 7 magníficos malucos partem para o Monte Branco para fazer o percurso do UTMB em 4 dias, casa às costas, autonomia diurna, jantando e pernoitando em célebres e magníficos abrigos de montanha ao longo do percurso. Foram dias mágicos e inesquecíveis em que percorremos aqueles 190Km. Tudo contadinho e registado aqui. O ano de 2015 podia acabar com esta. Mas não acabou. Ainda faltava voltar ao Monte Branco para fazer a TDS, a mais selvagem e fantástica prova do Ultra Trail du Mont Blanc. 120Km de natureza e paisagens arrebatadoras por percursos agrestes de alta montanha.

E o ano de 2015 podia fechar novamente. Mas não. Faltava voltar ao Atlas, ao Toubkal, desta vez como embaixador da prova em Portugal éramos 14 portugueses representados em todos os eventos e percursos. O UTAT 2015 foi mágico novamente uma viagem inesquecível para todos. A Filipa Vilat fez as honras e contou como foi neste post.

2016 foi tranquilo. Teve a melhor aventura que alguma ver organizei e realizei. Chamonix-Zermatt, 200Km  de alta montanha com várias passagens a 3000m, em autonomia e pernoita em abrigos de montanha. As mais belas paisagens do mundo. Sim! Do mundo. Inesquecível.

E pronto, aqui estão reunidos os momentos épicos que estavam soterrados no blog. Há muitas, muitas mais, mas este grupinho é uma boa amostra de como o gajo mudou mesmo de vida. Espero que se divirtam e que a informação vos seja útil. Com o tempo irei acrescentando aqui, espero que muitos e muitos mais, momentos épicos. 

Voltem sempre!

Sem comentários:

Enviar um comentário